Roteiro Útil

masshead-estados-unidos

Las Vegas - Grand Canyon West Rim

Colaborador: Renato Braga Carvalho

 

Antes de ir eu tava na maior dúvida se valia a pena ou não ir ao GC West. Pesquisei MUITO e encontrei muita gente, inclusive americanos, falando que não valia a pena ir, que era pequeno, feio, difícil acesso, e até mesmo que a borda oeste nem sequer fazia parte do Parque Nacional do Grand Canyon. Comecei então a cogitar ir ao GC South Rim, localizado a praticamente o dobro da distância partindo de LAS. Vi que seria inviável, já que era a minha primeira vez na cidade e que tinha MUITA coisa pra conhecer. Passaria mais tempo dentro do carro do que de fato aproveitando o local. Desisti de conhecer o GC. Resolvi deixar pra uma próxima oportunidade, com tempo suficiente para ir com calma e dormir por lá. Passado algum tempo, resolvi dar uma última pesquisada pra me convencer de uma vez por todas que não iria conhecer aquele gigante. Eis que me deparo com um blog falando sobre o GC e mostrando duas fotos 360 graus do West Rim. UAU! Que lugar absurdo. A foto realmente me deixou impressionado. Decidi então que iria ao west rim, independente de tudo que li a respeito, quis ter a minha própria opinião sobre o lugar.


Uma vez decidido que ia, tinha que decidir COMO ir. Existem várias empresas que oferecem pacotes de helicoptero, ônibus, van, etc. Também pela distância, aprox. 195km, resolvi ir no carro alugado da Alamo (Midsize SUV) pq queria parar com calma na Hoover Dam pra apreciar aquela maravilha da engenharia e também pq sempre tive vontade de dirigir pelo deserto americano.
Saí do hotel por volta das 08:30 da manhã. O tempo não estava muito bonito. Após dirigir poucos kms comecei a sentir que iria pegar chuva. Não desisti. Cheguei a Hoover Dam com o tempo bem fechado. Passei por lá quase 30 minutos. Ao sair de lá, continuando o caminho até o GC, a chuva de fato caiu. Mais uma vez persisti e continuei a dirigir, acreditei que era uma chuva rápida. De repente, no meio de uma estrada molhada e com o limpador ligado quase na velocidade máxima, o tempo começou a abrir e dentro de minutos o sol voltou a aparecer, dessa vez mais forte que nunca. Daí pra frente era só alegria - ou não!
Continuei pelo caminho que o GPS mandava e cheguei até o ponto em que acabava a estrada pavimentada (sim, acaba o asfalto!). Já tinha lido isso, mas como sou acostumado a fazer trilhas aqui no BR, achei que ia tirar de letra. Eis que me deparo com uma grande surpresa: A "estrada não pavimentada" deles é melhor que MUITA estrada "pavimentada" aqui do Brasil. Sim, não tem asfalto, mas o piso é bem compactado e bem nivelado. Nesse trecho a velocidade média diminuiu bastante pq além das obras que estão tendo nesse trecho (pelo que vi estão preparando o terreno pra asfaltar) tinha muita gente lerda na minha frente. Tudo bem, continuei andando e de repente, ASFALTO DE NOVO! Dai cheguei até um grande estacionamento, localizado ao lado do aeroporto e ao lado da entrada do parque (uma enorme tenda branca fechada no AC, que é também uma gift shop). Entrei, cumprimentei alguns índios (sério! hahahaha), comprei o meu ticket ($44 com taxas) e fui almoçar. Após o almoço me dirigi até um dos pontos de ônibus que te levam até os pontos de observação (Guano Point, Eagle Point, etc.).


IMPRESSÕES: muito organizado o lugar, o ônibus te deixa no ponto de observação e vc fica por lá o tempo que quiser. A cada 15 minutos chega outro ônibus pra te levar pra outro ponto ou de volta para a entrada. Além disso, lá mesmo existem várias empresas que fazem o passeio de helicóptero, barco, etc. No começo fiquei um pouco nervoso por não ter NENHUMA proteção nas beiradas do Canyon. Escorregou? R.I.P. Mas logo vc se acostuma e mantém sempre uma distância segura da borda.


VALE A PENA? Muito! Achei o lugar incrível. Paisagens absurdas. Iria me arrepender se não tivesse ido até lá.


CONCLUSÃO: Pode ser que as outras bordas (Sul e Norte) sejam mais bonitas, mas pra quem não tem tempo de sobra pra passar a noite e só voltar no dia seguinte e quer ver uma bela obra de arte natural, vá sem medo! Recomendo!

http://www.grandcanyonwest.com/images/sitemap-brochure.jpg

 

renato1

A Hoover Dam. Como disse, o tempo tava meio fechado.

 

renato2

A "estrada não pavimentada" e em obras

 

renato3

Vista do Eagle Point. No canto esquerdo o Skywalk

 

renato4

Eu no Eagle Point. Se prestarem atenção no lado direito, tem uma parte das pedras que formam uma águia de asas abertas. Daí o nome "Eagle Point". (Foto tirada da GoPro)

 

renato5

Pra quem não sabe, essa parte do Canyon fica dentro de uma aldeia indígena. Essas "ocas" ficam também no Eagle Point.

 

renato6

Eu e Bruna Baptista no Guano Point

 

renato7

Vista do Guano Point

 

renato8

A volta pela "estrada não pavimentada

 

renato9

 A volta pelo deserto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Las Vegas
Las Vegas é a cidade mais populosa e mais densamente povoada do estado americano de Nevada. Local
- by Super User
Leia mais
4029
0
Las Vegas - Dia-a-Dia
Las Vegas - Que surpresa maravilhosa Tem alguns lugares que sinceramente jamais planejei
- by Claudia Sena
Leia mais
12590
8
Las Vegas - Hotel Bellagio
   O Show das Águas Dançantes
- by Claudia Sena
Leia mais
3682
5
Las Vegas - Hotel Caesars Palace
    Um Pedacinho de Roma em Vegas
- by Claudia Sena
Leia mais
3875
4
Las Vegas - Hotel Excalibur
    Um Castelo no Meio do Deserto  
- by Claudia Sena
Leia mais
3205
5
Las Vegas - Hotel Flamingo
O Hotel dos flamingos
- by Claudia Sena
Leia mais
4006
10